Ex-ministro Roberto Rodrigues defende a prioridade do Seguro Rural em seminário

Para fortalecer a posição brasileira na produção de alimentos e ajudar no abastecimento de mais de nove bilhões de pessoas até 2050, será necessário que o “país se transforme realmente numa agricultura capitalista, sem restrição ao investimento estrangeiro no setor”.

Foi o que afirmou o presidente do Instituto CNA (ICNA), Roberto Brant, no encerramento do seminário “Agro em Questão – Alimentos Saudáveis”, realizado na última terça (1), na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)


Outro participante do debate, no painel “Desafios do Brasil à segurança alimentar”, foi o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues. Segundo ele, o Brasil possui as condições básicas para responder ao desafio proposto pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) de ampliar a produção e atender à demanda mundial por alimentos no futuro.


Na avaliação de Rodrigues, algumas questões estratégicas precisam ser resolvidas com urgência, como o custo Brasil, a logística e as taxas de juros agrícolas, as mais elevadas do mundo. O ex-ministro defende, ainda, prioridade para o seguro rural que, no modelo atual, atende menos de 15% dos produtores.

Para mais informações acesse: http://www.cenariomt.com.br/2016/11/03/abertura-do-setor-agricola-ao-capital-estrangeiro-fortalecera-a-producao-brasileira-de-graos/

Gostou da leitura? Compartilhe o site, siga nossa página no Linked In / Facebook e deixe seu comentário para nos ajudar a proporcionar notícias e análises a mais leitores​​​​ ​

Copyright © 2016 Portal Seguro Rural. Todos os direitos reservados.