[Artigo] Qual o papel do seguro agrícola privado?

Seguro Agrícola Privado ou mesmo Seguro Rural, assim pronunciado, também conota uma ideia genérica de outros seguros ligados à atividade primária, como Benfeitorias, Máquinas Agrícolas entre outros. Assim, podemos chamar aqui de “Seguro para Lavoura”, uma linguagem talvez mais compreendida pelo Agricultor.

 

 

Nos últimos anos, o manejo na lavoura tem sido um grande aliado do produtor, com investimentos em cultivares, fungicidas, herbicidas, inseticidas, foliares, agricultura de precisão, entre outros. Este investimento (dinheiro) em manejo, na prática, vai para debaixo da terra e fica totalmente “a céu aberto” a mercê de ser parcial ou totalmente perdido pela ocorrência de um evento climático que está absolutamente fora do alcance humano de ser evitado. Aliás, podemos dizer que nem tão imprevisível os eventos climáticos são, uma vez que todos os anos ocorrem, em maior ou menor intensidade, estiagens, excesso de chuvas, geada, vendavais ou granizos.

 

Segurar a lavoura é transferir e mitigar o risco

 

Então, segurar a lavoura é transferir e mitigar o risco, dividindo com a Seguradora parte desta sua preocupação. Afinal, que agricultor não investiria em torno de 3,5 a 4,5 % da Importância Segurada em um risco tão suscetível de ocorrência de sinistro? Pois estes números representam um percentual médio do que é praticado no mercado. Claro que já descontado o valor da subvenção federal, ou seja, um subsídio hoje de aproximadamente 45% do valor que caberia ao agricultor pagar.

 

Este percentual é o que o agricultor investe pela segurança das garantias de: Incêndio, Vendaval, Geada, Granizo, Chuvas Excessivas, Estiagem, Tromba D’Água, Variação Excessiva de Temperatura entre outras garantias que podem ser contratadas.

 

Apesar de ainda haver resistências no sentido da contratação de um seguro para lavoura, esta forma de proteção cada ano que passa está mais aceita como um insumo que faz parte da planilha de formação de custos, assim como fertilizantes, defensivos, sementes, etc.

 

Temos um caminho a percorrer para que o seguro rural privado se consolide como uma atividade que seja atraente para as empresas garantidoras do risco (Seguradoras e Resseguradoras Nacionais e Multinacionais) sob o ponto de vista econômico (lucros). E também atraente e interessante ao produtor rural no que tange ao custo benefício.

 

Seguro Agrícola tem importante papel na sustentação do agronegócio


De qualquer forma é notória a evolução do seguro privado para lavoura: cada vez as seguradoras são mais competitivas, criam produtos mais flexíveis e personalizados levando em conta o histórico e o nível de tecnologia particular de cada agricultor.

 

Credite-se esta competividade e a criação de produtos mais adequados às exigências de mercado à livre concorrência entre as Cias privadas. Que evitam, de certa forma, o monopólio de Bancos Estatais que custeiam as lavouras e que ainda insistem em emprestar casando a venda do seguro.

 

Pode-se dizer por fim que, em larga escala, o Seguro Agrícola tem importante papel na sustentação do agronegócio, tão fundamental para a economia do país. Para tanto, terá que continuar se desenvolvendo a fim de captar mais prêmios e dar maior lastro ao pagamento dos sinistros. Abrir mercados novos em outras regiões é um desafio que já está em andamento. Seguradoras, entidades privadas e estatais ligadas ao segmento e Corretora de Seguros com expertise e foco neste mercado podem e devem contribuir neste sentido.

 

 

 

Para mais informações acesse: http://www.segs.com.br/seguros/50436-leitura-indicada-qual-o-papel-do-seguro-agricola-privado.html

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Gostou da leitura? Compartilhe o site, siga nossa página no Linked In / Facebook e deixe seu comentário para nos ajudar a proporcionar notícias e análises a mais leitores​​​​ ​

Copyright © 2016 Portal Seguro Rural. Todos os direitos reservados.