Granizo e vento forte atingem o oeste do PR e o sul do MS destruindo lavouras de milho, danificando

Áreas da segunda safra de milho estavam se desenvolvendo bem e prometiam boa produtividade, mas ficaram destruídas


A última sexta-feira (22) e o último sábado (23) trouxeram destruição e prejuízos para a região Oeste do Paraná e o Sul do Mato Grosso do Sul com um temporal gerando ventos fortes e chuva de granizo que destruíram infraestruturas nas cidades e no campo, mataram animais e prejudicaram as lavouras de milho safrinha que estavam se desenvolvendo nos campos.


“Um evento climático extremamente forte que destruiu uma grande área agrícola com estragos generalizados nas casas e nas lavouras. Nunca tinha visto algo nessa natureza. Não pegou todo o município, mas foi uma área grande”, conta o vice-presidente do Sindicato Rural de Palotina/PR, Edmilson Zabot.


A liderança destaca que não foi todo o município que foi atingido, mas nas áreas que registraram os fenômenos as perdas do milho serão de 100%. “Foram estragos generalizados nas lavouras da região e o que foi afetado vai perder 100%. A defesa civil, os produtores e as cooperativas ainda estão fazendo os levantamentos para definir o tamanho do estrago”, conta.


A região de Ponta Porã foi uma das que sofreu no estado do Mato Grosso do Sul. De acordo com o técnico agrícola João Pedro Roma, as lavouras da região estavam bonitas, mas agora, onde foi afetado, a perda será praticamente total.


Zabot destaca ainda que, a mudança de cenário é drástica ao percorrer a estrada e passar das lavouras que não foram afetadas para as que sofreram no final de semana.



Para mais informações acesse: https://www.noticiasagricolas.com.br/