Lucas do Rio Verde/MT perdeu 10 sc/ha de média na soja, mas agora espera safra recorde de milho

Lavouras de verão sofreram com tombamento das plantas e anomalia das vagens antes da colheita. Plantio da safrinha ficou dentro da janela ideal e precisa de chuvas em abril para garantir alta expectativa


A colheita da soja se encerrou em Lucas do Rio Verde no Mato Grosso apresentando uma perda de 10 sacas por hectare da expectativa inicial, ficando entre 50 e 52 sc/ha. O que causou essa redução foi o tombamento de plantas e apodrecimento de grãos ainda dentro das vagens.


Segundo o presidente do Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde/MT, Antônio Isaac Fraga Lira, muitas colheitas se encerraram com até 30% de grãos ardidos, o que impacta também em mais descontos no momento das entregas das vendas.


Por outro lado, as condições para a segunda safra de milho estão muito positivas até o momento e, se as chuvas permanecerem boas em abril, a liderança espera uma safra recorde de milho em 2022.


Já para o próximo ciclo 2022/23, a preocupação é sobre a alta dos insumos, especialmente dos fertilizantes. Lira relata que o Sindicato e a Aprosoja estadual estão orientando os produtores à não comprar adubo neste momento e buscar utilizar menos produtos, fazendo um resgate da poupança existente no solo.



Para mais informações acesse: https://www.noticiasagricolas.com.br