RS espera ajuda federal para seus produtores rurais

O governador Eduardo Leite manifestou nesta terça-feira a expectativa de que nos próximos dias sejam anunciadas linhas de crédito emergenciais do governo federal para auxiliar os pequenos produtores rurais prejudicados pela estiagem.


Leite se reuniu presencialmente, em Brasília, com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes. A ministra Tereza Cristina acompanhou o encontro por videoconferência, por ter recebido diagnóstico positivo para Covid-19 na segunda-feira.


“O mais importante da nossa vinda (a Brasília) era reforçar que a nossa situação está bastante crítica, com boa parte do Estado atingida pela estiagem”, disse Leite, em comunicado. De acordo com o Ministério da Agricultura, as tratativas com o Ministério da Economia para a liberação do auxílio estão sendo finalizadas. Na reunião, Leite destacou que uma das preocupações dos agricultores se refere aos financiamentos contratados, já que, com a quebra de safra, eles terão dificuldades para arcar com o pagamento desses custeios e investimentos. “Parte das lavouras não é protegida por seguro agrícola ou Proagro”, disse o governador.


Na segunda-feira, o governo gaúcho anunciou a criação de uma força-tarefa para assinatura de convênios que beneficiarão os municípios em situação de emergência. Há previsão de construção de 6 mil açudes, com investimento de R$ 66 milhões.


EMERGÊNCIAS. O número de municípios que decretaram situação de emergência por estiagem chegou a 401 ontem, segundo a Defesa Civil. O Estado homologou 367 decretos e, destes, a União reconheceu 288. O RS tem 497 municípios.



Para mais informações acesse: https://www.correiodopovo.com.br