top of page

Seguro rural: governo trabalha para suplementação do orçamento, diz Fávaro

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, disse que a pasta está trabalhando junto com a equipe econômica para buscar suplementação do orçamento do programa de subvenção ao seguro rural (PSR) para este ano. "Orçamento é sempre algo difícil. Há alguns anos, (o setor) tenta essa suplementação e o País sempre deixa disponível algo em torno de R$ 1 bilhão. Estamos trabalhando com o ministro da Fazenda, (Fernando) Haddad, e com a equipe econômica para a suplementação", disse Fávaro a jornalistas, nesta quinta-feira (17), após o ato de assinatura dos contratos do Funcafé.


Os recursos empenhados para o PSR em 2023 somam R$ 1,06 bilhão, enquanto o setor produtivo e o ministério pedem o total de R$ 2 bilhões para ano, o que necessitaria de verba extra de R$ 1 bilhão. No fim de junho, a Junta de Execução Orçamentária (JEO) negou os pedidos do ministério para suplementação da verba.


O ministro relatou também que a pasta estuda a revisão do modelo de seguro rural no País, em meio à saída de seguradoras do setor e reportes de prejuízos. "Precisamos pensar em um modelo mais eficiente com algoritmos e um modelo com mais tecnologia para que possamos não só correr atrás de orçamento para equalizar seguro, mas ter um novo modelo para a próxima safra", apontou


Fávaro observou que o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues lhe apresentou a sugestão do modelo de seguro rural mexicano. "Ele (modelo mexicano) me parece interessante e adaptável ao Brasil", disse. O sistema mexicano prevê vinculação dos pagamentos de indenizações a parâmetros de dados meteorológicos em até três níveis.


Para mais informações acesse: www.uol.com.br

Commenti


bottom of page