Debate visa a implementação e regulamentação do seguro agrícola

Os Presidentes das comissões de Agricultura da Câmara dos Deputados e do Senado da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai trocaram informações e experiências sobre seguros agrícolas, em reunião virtual convocada pela Frente Parlamentar da Agricultura (FPA) do Congresso Brasileiro e pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).


Na reunião, o Secretário-Geral da Associação Latino-americana de Desenvolvimento Agrícola (ALASA), Marcelo Girardi, e o especialista internacional do IICA em seguros agrícolas, Fernando Vila, apresentaram conceitos e análises para a discussão em torno da formulação de propostas relativas ao seguro agrícola.


Girardi falou sobre a evolução do seguro em vários países, destacando o Brasil na América Latina como exemplo, devido à implementação do seguro como política de desenvolvimento agrícola do Estado, para que os pequenos agricultores possam exercer atividade produtiva em um quadro de estabilidade.


O especialista do IICA apresentou uma caracterização dos riscos, os aspectos relevantes ao conceber um sistema abrangente de seguros e os desafios para sua implementação, destacando estratégias em um sistema público-privado para a distribuição de responsabilidades diante dos impactos econômicos de diferentes tipos de riscos.


O fórum foi liderado pelo deputado brasileiro Alceu Moreira, presidente da FPA, e pelo diretor geral do UCA, Manuel Otero.


Moreira referiu-se ao seguro como fator obrigatório e intrínseco na construção de uma planilha de custos de produção. “Não pode ser opcional, facultativo. Os responsáveis pelo financiamento devem ter o seguro obrigatório. A agricultura familiar precisa do apoio integral do Estado ”, expressou.


O deputado também pediu a formação de uma Frente Agrícola Parlamentar das Américas, a fim de institucionalizar o espaço de reuniões do bloco de parlamentares da região sul do continente e projetar uma estrutura reguladora no âmbito de um consórcio de nações.


O Diretor-Geral do IICA, entretanto, ressaltou a importância de cuidar dos agricultores familiares, que são os principais responsáveis pelo abastecimento dos mercados domésticos. "Ter seguro é essencial para a estabilidade da produção agrícola, é preciso vinculá-lo ao crédito e ter políticas estaduais para proteger as produções", disse Otero.


A agricultura do perímetro urbano e a gestão sustentável dos recursos hídricos foram alguns dos tópicos propostos pelos legisladores para futuras reuniões.


Para mais informações acesse: https://www.grupocultivar.com.br

Gostou da leitura? Compartilhe o site, siga nossa página no Linked In / Facebook e deixe seu comentário para nos ajudar a proporcionar notícias e análises a mais leitores​​​​ ​

Copyright © 2016 Portal Seguro Rural. Todos os direitos reservados.