Granizo danificou mais de 7,5 mil hectares de milho em regiões de MS

Chuvas de granizo ocorridas entre 28 e 30 de maio causaram danos significativos em mais de 7,5 mil hectares de milho cultivados em quatro municípios produtores localizados nas regiões sul-fronteira, sul e sudeste de Mato Grosso do Sul.

Essa informação consta no mais recente boletim Casa Rural elaborado pelo Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), elaborado a partir de levantamento feito na primeira semana de junho.


O documento aponta que o granizo afetou de forma irreversível 6.890 hectares em Naviraí, 600 hectares em Amambai e 50 hectares em Coronel Sapucaia. Já em Caarapó houve danos leves que não foram quantificados pelos produtores.


“Várias destas áreas afetadas estão cobertas por seguro agrícola”, informa o boletim Casa Rural publicado pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e pela Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja do Estado).


Na publicação da semana anterior, já havia sido mencionada perda total “em algumas lavouras” afetadas pela estiagem e pela queda de granizo, razão pela qual “alguns produtores já planejam gradear a cultura do que colher”, porque o custo com a operação das máquinas sem perspectiva de produção inviabiliza a continuidade do cultivo.


Mesmo mantidas as projeções iniciais de produtividade média de 75 sacas por hectare e produção total de 9,013 milhões de toneladas nos 2,003 milhões de hectares cultivados no Estado, deve haver revisão desses dados porque apenas 6% das lavouras estão em boas condições, quanto a classificação regular vale para 59% e a ruim para 35%.




Para mais informações acesse: https://www.douradosnews.com.br/