RS: safra soma perdas de R$ 33.5 bilhões

A Segunda Estimativa da Safra de Verão 2021/2022 do Rio Grande do Sul, divulgada pela Emater/RS no último sábado (12), apontou uma redução de produção nas culturas em relação à projeção inicial e uma mensuração de perdas econômicas.

Segundo o levantamento, na cultura do milho a produção deve ser de 2,7 milhões de toneladas, uma redução de 54,7% em relação à estimativa inicial que era de 6,1 milhões de toneladas. A redução no volume a ser colhido representa uma perda econômica calculada em R$ 5,2 bilhões. No milho silagem a produção será quase 60% menor com -7.9 milhões de toneladas, fechando em 5.3 milhões de toneladas. Já a produção da soja ficou projetada em cerca de 11,1 milhões de toneladas, 43,8% a menos que o estimado inicialmente em 19,9 milhões toneladas. A perda econômica fica em mais de R$ 27,8 bilhões.

No feijão 1ª safra devem ser 38,8 mil de toneladas, queda de 37,3% ou perda econômica de R$ 105.8 bilhões. Para a 2ª safra está prevista queda na produção de 3%, com 34,3 mil toneladas.

No arroz as perdas esperadas são de 3,9%, somando 7.2 milhões de toneladas ou 298.6 mil toneladas a menos. Já a área plantada teve acréscimo de 0,4%, somando 948.1 mil hectares. Com isso a mensuração de perdas chega em R$ 389.6 milhões.



Para mais informações acesse: https://www.agrolink.com.br/